Deixa o seu like na Página


O 1º de Agosto e o Desportivo da Huíla foram sancionados com a retirada de três pontos cada

Wilton António

O 1º de Agosto e o Desportivo da Huíla foram sancionados com a retirada de três pontos cada


O 1º de Agosto e o Desportivo da Huíla foram sancionados com a retirada de três pontos cada, pelo conselho de disciplina da Federação Angolana de Futebol (FAF), por concluir-se que o resultado final do jogo entre os dois conjuntos (3-3) não reflete a verdade desportiva.

De acordo com um comunicado da FAF que a Angop teve hoje acesso, nesta partida referente à 17ª jornada do GirabolaZap 2018/19, disputada na cidade do Lubango, viu-se uma equipa do Desportivo da Huíla dividida em duas, uma que lutava pela vitória, em função também da motivação extra pelo prémio atribuído pelo governador provincial, Luís Nunes, que não tem o domínio real da relação entre os dois clubes, e outra apática diante de um adversário que é na verdade o seu grande suporte.

Os dois clubes deverão pagar ainda uma multa, equivalente em Kwanzas, de cinco mil dólares cada.

Neste desafio, os anfitriões venciam por 3-1 até aos 82, mas os forasteiros chegaram ao empate com golos aparentemente mais consentidos por alguns jogadores huilanos, cujos seus salários são pagos pelo clube central das Forças Armadas Angolanas.

Apesar deste veredito do conselho de disciplina, o 1º de Agosto mantém-se líder da prova, com os mesmos 44 pontos, após vitória hoje frente ao Progresso do Sambizanga, por 3-0, enquanto o Desportivo da Huíla mantém-se na terceira posição, com 32 pontos.

Quem também sentiu a “mão pesada” deste órgão da FAF foi o Kabuscorp do Palanca, que perdeu nove pontos por incumprimentos contratuais. Com isso, os palanquinos descem do quarto para o oitavo lugar, com 26 pontos. A formação presidida por Beto Kangamba já havia perdido 12 pontos na temporada passada pelo mesmo motivo.

Pela mesma razão, ao FC Bravos do Maquis lhe foram retirados três pontos, saindo do oitavo para o 11º lugar, com 22.

Enviar um comentário

0 Comentários